Conheça nosso blog
22Ago
jornalista usando drone para cobertura jornalística

Drone em cobertura jornalística: realidade?

Hoje em dia, e desde sempre, a tecnologia proporcionou uma gama de possibilidades para cobertura jornalística. Com a ascensão dos drones isso não seria diferente. Com imagens impressionantes que uma câmera ao chão nunca captaria, a aeronave remotamente pilotada é a nova aliada do jornalismo. Ao longo deste artigo, separamos os principais tópicos que mostram, sim, a boa relação que os dois segmentos podem ter. Boa leitura!

Entenda a cobertura jornalística com drone

Um novo “fazer jornalismo”

O que é fazer jornalismo? Nos tempos atuais, transformações diárias mudam o conceito da expressão. Ou melhor, acrescentam um novo ponto de vista. Utilizar a tecnologia para levar informação sempre foi uma realidade. A diferença é que agora os novos equipamentos impressionam em suas habilidades e aumentam potencialmente a qualidade do que é produzido. Portanto, os drones chegaram à cobertura jornalística para ficarem.

Segurança da imprensa

Um dos principais benefícios em utilizar a aeronave é a segurança proporcionada à imprensa. Muitas vezes, é preciso cobrir cenários de guerra e situações de risco ou de muita movimentação. A oportunidade de ter uma visão aérea, porém, sem deixar de se aproximar aos detalhes, é grandiosa. Isso tudo sem colocar repórteres, cinegrafistas e outros profissionais em risco.

Drones X Repórteres

Pilotar um drone e captar belas imagens não substitui o trabalho árduo de um jornalista. Por esse motivo, a cobertura jornalística só acontece por meio do profissional. Todavia, é impossível negar a ajuda grandiosa que a aeronave proporciona na hora de contar uma história ou passar notícias. As pessoas são atraídas pela imagem e, quanto melhor for a qualidade, maior a chance de atingir o público.

Privacidade

“A privacidade das pessoas é invadida com os drones?”, você deve estar se questionando. De fato essa é uma questão discutida constantemente entre os profissionais envolvidos em cobertura jornalística. Seguindo as leis de pilotagem, um drone não vai invadir propriedades privadas e nem captar imagens sem autorização. A comunicação acontece a partir de regras tenuemente fiscalizadas, não seria diferente com a filmagem aérea que já acontece com helicópteros (com uma imagem mais distante do que se passa).

Uma nova era

Para essa nova cobertura jornalística, o principal desafio nem está no ângulo perfeito. Deve-se convencer os cidadãos que o uso de drones é, sim, profissional e digno de compor uma matéria jornalística. O novo sempre surpreende e divide opiniões, mas a qualidade da comunicação é passada de igual forma – ou até superior. A população é convencida na prática, com bons produtos sendo produzidos e veiculados.

Curso de drones (RPAS) é a grande oportunidade

Se você almeja trabalhar na área de cobertura jornalística, mas para captar imagens, essa é a sua chance. Como viu ao longo deste artigo, drones são os mais novos aliados dos profissionais de jornalismo. O ITARC oferece curso de pilotagem de drone e se qualifica como uma excelente escola de drones. Se você busca por curso de drone, curso de drone no RJ, treinamento de drone ou até curso de manutenção de drones, conte conosco.

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags